Pied-à-Terre, Lisboa

Um apartamento pombalino transformado em residência temporária de uma família jovem, enquanto esta aguarda a finalização da morada definitiva. Um trabalho de decoração integral que valoriza os traços característicos da construção original, como o alto pé-direito, o soalho de tábua corrida, integrando as alterações feitas ao espaço no século XX, como a abertura de vãos e a utilização da chaminé da cozinha como fogão de sala da nova utilização. A combinação de peças de família, como o biombo antigo da zona de estar ou a mesa de jantar adaptada com elementos contemporâneos são a pedra de toque num apartamento charmoso, inundado pela luz de Lisboa.